sábado, 8 de outubro de 2011

Definições Deístas





Texto: Joseclei Nunes (@JosecleiNunes)
Editado por: Raphael Oliveira

A definição a seguir é do Enciclopédico Dicionário Webster, de 1941, uma fonte não-deísta, como: "Do latim Deus, Deus [... Deidade] A doutrina ou credo de um DeístaDeísta é definido como: Aquele que acredita na existência de um Deus, ou ser supremo, mas nega a religião revelada, baseando a sua crença à luz da natureza e da razão”.  

Concise Encyclopedia BritannicaDeísmo. Crença em Deus baseada na razão e não na revelação, ou a ensino de qualquer religião específica. Uma forma de religião natural, o Deísmo surgiu na Inglaterra no início do século XVII como uma rejeição do Cristianismo Ortodoxo. Os deístas afirmaram que a razão poderia encontrar provas de Deus na natureza, e que Deus havia criado o mundo e, em seguida, deixou para operar sob as leis naturais que ele tinha imaginado. O filósofo Eduardo Herbert (1583 - 1648), desenvolveu este ponto de vista em A Verdade” (1624).Até o final do século XVIII, foi o Deísmo a crença dominante na atitude entre classes cultas da Europa, que foi aceito por muitos.  

Deísmo é a crença em Deus, baseado nas leis e projetos que são encontrados na natureza, tal como aplicado por nossa razão e lógica. Deísmo tem muito a oferecer a você e à sociedadeDeísmo é uma religião natural, não é um "revelado", a religião que todos alegam ter recebido uma revelação de Deus. Suas diversidades e os conflitantes Livros Sagrados são baseados nessas revelações, e muitos de seus seguidores sinceros, realmente têm fé em, e acreditam nos mesmos.

Ao abraçar a religião natural do Deísmo, um é livre das inconsistências da superstição e as influências negativas de culpa, medo e ganância, tão fortemente representados no "revelado" religiões do judaísmo, cristianismo e islamismo. A razão e a lógica dada por Deus vão superar a busca de mitos e religiões reveladas por dogmas, o que levará ao progresso social e pessoal.  

Thomas Paine (1737 - 1809)fez mais do que um outro indivíduo para trazer Deísmo a todos. Posso recomendar o livro "A Idade da Razão", como uma leitura obrigatória. Algumas perguntas freqüentes sobre Deísmo: 

Deísmo é uma forma de ateísmo? Não. Ateísmo ensina que não há Deus. Deísmo ensina que existe um Deus, mas rejeita as "revelações" das “religiões reveladas”.

Qual é a base do DeísmoRazão e as revelações da natureza em todo o Universo.

Qual é a diferença entre Deísmo e outra religião? Como afirmado anteriormenteDeísmo rejeita as revelações" das religiões reveladas”Deísmo não tem "Livros Sagrados" que promovem a culpa, medo e ganância para segurar seus convertidos. Não há necessidade de um sacerdote, pregador, ou rabino. O único bom senso é a razão e a lógica. Deísmo ensina que devemos fazer o que é certo, simplesmente, porque é a coisa certa a fazer. Deísmo não finge que sabe o quê, se alguma coisa acontece conosco depois que nossos corpos morrem.

Os deístas creem que Deus criou o Universo e depois só deu um passo atrás. Alguns deístas fazem, enquanto outros acreditam que Deus pode intervir nos assuntos humanos. 

Deístas oramDeístas só oferecem preces de agradecimento, eles não ditam a Deus. 

Deísmo é um culto? Porque Deísmo ensina a auto-suficiência e de questionar a autoridade, é impossível para o Deísmo a ser considerado uma seita. 

Qual é a visão deísta respeito de Deus? Deus é visto como uma entidade eterna, que é igual à sua vontade. 

Deísmo tem uma vista sobre todo o mal no mundo hoje? Ao abraçar nosso poder dado por Deus da razão e da lógica, muito do mal no mundo de hoje poderia ser superada. Muitos acham muito mais fácil acreditar que não somos responsáveis ​​por nossas ações, como no caso do "revelado" das religiões, que acreditam que tudo é controlado por um poder superior, ao invés de fazer o trabalho duro necessário para obter sucesso em nossos empreendimentos e vida cotidiana. 

Princípios deístas: 

deísta observa princípios ao longo das mesmas linhas que os Dez Mandamentos, no entanto, eles não são reivindicados, vêm de Deus. Eles são sim uma maneira de viver a vida ao máximo com base na razão e na lógica. Em todos os aspectos da vida e, independentemente da idade que sejam aplicáveis ​​a adultos e crianças igualmente para que se possa viver uma vida de preenchimento, sem o medo de recompensa e punição.  
Honra e louva ao Criador de uma forma que lhe convier. 
Trate os outros com dignidade e respeito, e insistir para que os outros te tratam com respeito e dignidade, bem comoViva a vida de forma pragmática e usar a razão e a lógica como a base para tudo que você pensar, fazer e dizer. 
Seja honesto e não mentir, enganar ou roubar nas suas relações com os outros. 
Manter a fé em si mesmo. 
Assumir a responsabilidade por suas ações. 
Não causar danos a outra, exceto em defesa de si mesmo ou entes queridos. 
Trate os outros como deseja ser tratado. 
Aprenda com os erros que você faz na vida. 
Honra a teu pai, sua mãe e seus entes queridos e ser fiel a eles. 
Questione a autoridade quando não é razoável nem lógico. 
Encontre a inspiração, beleza e reverência à criação e à ordem natural do Universo. 
Busca da verdade e estar dispostos a aceitar novas ideias baseadas na razão e na lógica de como você fica exposto a eles.

9 comentários em “Definições Deístas”

  • 8 de outubro de 2011 22:31
    Finim Disse:

    Adorei essa postagem!!!
    Nota 1000, parabéns Joseclei!

    delete
  • 9 de outubro de 2011 02:01
    Anônimo Disse:

    Muito bem! É isso aí! vamos propagar essa informação!

    delete
  • 9 de outubro de 2011 03:10
    Anônimo Disse:

    ¬¬'

    delete
  • 4 de novembro de 2011 18:42

    Veja este artigo.
    http://ensinoespirita.blogspot.com/2010/08/o-iluminismo-o-deismo-e-doutrina.html

    delete
  • 2 de janeiro de 2012 16:51
    Anônimo Disse:

    Dependendo do pai e da mãe é possível se questionar este item que parece algo imposto meio católico.
    - Honra a teu pai, sua mãe e seus entes queridos e ser fiel a eles.

    delete
  • 28 de outubro de 2012 19:35

    Boa Postagem . Como faço para postar os meus pensamentos também!

    delete
  • 16 de abril de 2013 12:25

    Caro colega desculpe-me, mas seu texto tenta incutir; induzir o leitor e também achei um pouco, em alguns aspectos pejorativo, ou melhor, o texto em partes pode ser interpretado como discriminativo.

    Primeiramente deísmo NÃO É UMA RELIGIÃO, em sentido algum, deísmo é uma filosofia. Diferentemente da religião a filosofia em seu princípio é uma atitude; ação e postura. A filosofia é leve, flexível e passiva de interpretação, toda atitude filosófica pode e deve ser pessoal. É evidente que cada filosofia tem sua essência e o deísmo não é diferente, a essência filosófica do deísmo é a RAZÃO e a LÓGICA.

    Segundo, RAZÃO é uma função; faculdade, porém a RAZÃO não é exata. Sim não é! Somos indivíduos e cada pessoa dentro da lógica pode ter um ponto de vista diferente de terceiros, tudo depende de onde nos encontramos no epicentro, vou lhe dar um exemplo, um rapaz de 16 anos tira a vida de um comerciante num assalto, quem tem razão nesse fato? Todos e quiçá o menor, veja bem, a família do comerciante está dentro da sua RAZÃO revoltada; indignada, porém do outro lado a família do menor está dentro de sua RAZÃO preocupada; apreensiva e para maximizar as perspectivas, esse menor é seu filho, sobrinho ou irmão. Não estou aqui dentro do direito, estou mostrando como o observador pode ter sua RAZÃO modificada pelo aspecto.

    Concluindo, usando seu exemplo dos “Dez mandamentos”, usarei o sétimo; “Não Adulterarás”, a razão nem sempre diz que está correto, não é uma exata eu disse, o adultério pode ser conveniente, talvez o casal ou um deles já não esteja mais feliz dentro da relação. É correto trair? Dentro da moral e bons costumes, não, mas e dentro da RAZÃO? Ou melhor, das SUAS RAZÃOES?

    delete
  • 9 de novembro de 2013 21:52

    Muito.bom, O Deísmo não eh uma religião como o rapaz acima afirmou, então vou considerar os principios descrito aí no texto mais como dicas para uma boa convivência sadia para com o próximo e com o mundo.gostei muito deveria adicionar" Tenha Respeito e zelo pela natureza "

    delete
  • 9 de abril de 2014 19:48
    Dimas Vilela Disse:

    Vou deixar minha experiência aqui quanto "Mandamento e Razão" - O índio não conhece o mandamento que diz: Não matarás, mais ele sabe que se matar é errado pois sua consciência o acusa...Logo gosto muito de utilizar o método da consciência em meu cotidiano ele em boa parte do tempo serve como bússola pra minha vida.....Ou seja, se trair minha esposa, saquear, matar etc...minha consciência me informará automaticamente que o que faço é errado e não utilizei a Bíblia em nenhum momento..é algo que já vem de fábrica na criação de Deus em nossos corações...Boa noite a todos.

    delete

Postar um comentário

 

[U.B.D] União Brasileira dos Deístas Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger