domingo, 8 de janeiro de 2012

Sim, eu sou deísta




Texto: Fabiano Machado

O deísmo está muito esquecido, e até manchado e difamado como um tipo de ateísmo velado, mas ser deísta não é ser ateu, é ser atento ao essencial... Ser deísta é algo como afirmar: “acredito em Deus, mas não acredito nas religiões”, e isto não deve ser visto como uma ofensa, pelo contrário, é apenas uma postura filosófica, pois se um cristão, por exemplo, crê na autoridade da sua religião e não crê no islamismo ou no hinduísmo, o deísta simplesmente não crê em nenhuma, mas crê na essência, no Universo como obra de um Princípio Criador, na vida como algo divino e sagrado, no bem, no amor, etc. Isto porque o deísta entende que no final, cedo ou tarde, toda religião passa, pensamento este representado na frase“mitologia é a religião dos outros”, dita por Joseph Campbell, ao explicar que a verdade revelada de uma religião, para a outra não passa de um mito, e que toda mitologia um dia foi religião, por mais que tenha durado milênios tal como a religião dos egípcios que durou mais de três mil anos. O deísmo leva a pressentir que no fim o que prevalece e não vira mitologia é a essência, a busca de uma relação com um universo infinito e sagrado, uma vida espiritualizada, e que nesta caminhada de milênios o homem vem aprendendo a se desprender dos exageros e dos fanatismos frutos da ignorância. Muitos filósofos e pensadores voltaram-se para o deísmo, tal como Voltaire que afirmou “acredito no Deus que criou os homens, não acredito é no deus que os homens criaram”. Para o deísta, Deus se revela na ciência plasmada no universo, na lógica que encontra em tudo que lhe rodeia e na vida em si mesma. No cristianismo a palavra Logos aparece como sendo o Verbo de Deus, que se manifestou na pessoa de Jesus, estando escrito no livro sagrado cristão que “o Logos se fez carne e habitou entre os homens”. A expressão foi tomada dos gregos, para os filósofos gregos Logos era a Sabedoria manifestada no Universo, de onde deriva a palavra lógica, deixando entender que para os filósofos metafísicos o desenvolvimento da lógica era o aprofundamento no Logos, ou seja, a busca da Verdade.

Mas se para o teísta, aquele que acredita na verdade revelada da religião, existem além dos dogmas as regras as quais ele segue com a intenção de fazer-se uma pessoa de bem (caridade, amor ao próximo, prática do bem, etc.), de onde o deísta tira suas orientações para harmonizar-se com Deus, já que acredita Nele mas não crê em dogmas e em imposições de terceiros? Como já foi mencionado, a bússola do deísta é a razão, seria necessário mandamentos divinos para entender que é errado roubar, matar, mentir, desrespeitar seus semelhantes ou abandonar alguém doente? O deísta raciocina sobre o bem e sobre o mal, e sobre as consequências de suas escolhas na vida diante de sua convicção de que há uma razão maior para estar vivo, e que ele é parte de uma humanidade que herdará a consequência de seus atos, o que traz o senso de dever ainda maior do que simplesmente não cometer pecados, traz a responsabilidade de buscar uma melhor educação, mais cidadania, melhores relacionamentos, mais ética, etc.

E como o deísta vê os livros sagrados das religiões já que não crê na verdade revelada dos mesmos, já que não crê em intermediários entre Deus e os homens? O deísta então desrespeita ou odeia os livros sagrados que o teísta reverencia? Não se ele compreender bem o que é ser deísta e ser ético, não repetindo o mesmo ódio pelos que pensam diferente tal qual fazem os crentes fanáticos, para o deísta o livro sagrado de qualquer religião pode ser visto como um livro que é em si um símbolo:o de que há ali a representação da crença na existência de Deus, mas que o conteúdo das páginas, isto sim, pode ser interpretado, questionado e até mesmo rejeitado pela sua livre razão. O deísta, se compreende bem o deísmo, a ética e for livre-pensador, não repudia abrir um livro religioso e encontrar nele material para reflexão filosófica espiritualista, assim como pode o fazer com a mitologia, filosofia, arte ou ciências, mas exerce o direito de questionar aquilo que é contrário à razão, selecionando o conhecimento essencial, não aceitando por verdade factual aquilo que para ele é apenas metafórico ou até mesmo fantasioso, que é produto de mentes de uma época sem ciência, discriminando os enxertos e excessos supersticiosos presentes nestes livros, que o deísta vê como a versão de uma época supersticiosa e imaginativa aonde se queria explicar tudo enquanto se escrevia a história de um povo e de sua religião. O deísta também pesa em seu discernimento a realidade das interferências dos manipuladores do poder em épocas em que reis e sacerdotes caminhavam juntos, aonde os líderes que conduziam as religiões e interpretavam os livros sagrados estavam ao lado ou eram os próprios que governavam os interesses do Estado, de modo que era estratégico impressionar e atemorizar as mentes para mantê-las subjugadas, sendo que por isto tudo o deísmo historicamente desde sua origem alerta para o perigo iminente na crença cega nos livros sagrados seja de qual religião for, pois este processo histórico é semelhante nos mais diversos lugares do mundo. Os livros sagrados de qualquer religião são, como já foi dito, a representação da crença na existência de Deus sob condições histórico-culturais, são obras humanas, são livros repletos de simbolismos, metáforas e influências de mitos, sempre envoltos nos dogmas e nas crenças particulares dos seus povos de origem, com suas linguagens alegóricas e metafóricas que não podem ser tomadas literalmente. Justamente pelo fanatismo é que se geram as discórdias e por vezes até mesmo o ódio entre os crentes em suas lutas pelo predomínio da sua verdade, além de criarem travas para o livre pensar.

E sobre a essência espiritual do homem, sobre seu espírito? O deísta a partir do momento que admite Deus como Inteligência Divina plasmada na Criação, reconhece-se também como elemento desta Criação, reconhece em si uma partícula desta inteligência, a chamada “partícula divina”, algo em si que o eleva da simples condição da realidade física, algo metafísico, algo que o conecta ao eterno, mas não se atreve a pintar cenários de um “mundo do além” destinado a esta partícula divina, trilha seu caminho confiando na vida vivida com sabedoria e não alimenta fantasias, vive uma espiritualidade particular sua, que em geral resume-se em crer na existência de um Deus que difere do Deus religioso, crer no dever de praticar as virtudes, crer na eternidade sem dogmatizá-la e sem afligir-se por não ter respostas prontas, ser valente diante das incertezas preferindo o caminho da ciência e da razão, ver-se como um livre-pensador, alguém que ama a possibilidade de transitar livremente pelas vias do pensamento, juntando as verdades que encontra como alguém que monta apaixonadamente um grande quebra-cabeças, infinito e eterno.
Sim, eu sou deísta. 

69 comentários em “Sim, eu sou deísta”

  • 11 de janeiro de 2012 18:00
    Menart Disse:

    Excelente post com um texto que subscrevo na integra e me orgulharia de ó ter produzido, e sim, eu (também) sou deísta.

    delete
  • 13 de janeiro de 2012 09:54
    Victória Disse:

    O post está excelente. Muitíssimo esclarecedor.

    delete
  • 13 de janeiro de 2012 16:37

    Gostei de ver meu texto publicado no seu Blog, que eu também costumo visitar, penso que o deísmo deve ser mais difundido pois o que vemos é que as pessoas acreditam que se deixarem de ser teístas passarão a ser ateístas ou esotéricas, deixando de ver a possibilidade de um horizonte diferente, sem saberem e sem considerarem o deísmo como uma opção espiritualista com base filosófica, em harmonia com a ciência e livre de dogmatismos.

    Fabiano Machado.
    eternocaminhante.blogspot.com

    delete
  • 22 de janeiro de 2012 00:42
    Anônimo Disse:

    Nossa, realmente fiquei admirada com o texto. Acredito que achei as respostas que estava procurando. Fui muitos anos evangélica e fiquei cansada do fanatismo q vivenciei. Acredito sim num Deus que criou tudo, mas não da forma como as religiões impõem. Talvez consiga me encontrar nessa filosofia de vida. Ficaria muito grata se alguém se disponibilizasse para tirar dúvidas :D

    delete
  • 27 de janeiro de 2012 13:45
    Raphael Disse:

    Você pode adicionar o msn da União Brasileira dos Deístas - ubdeistas@live.com e participar do grupo no Facebook -http://www.facebook.com/groups/deismo/

    delete
  • 5 de março de 2012 01:30
    Pamella Disse:

    Maravilhoso texto! Descreve exatamente como eu penso! Parabéns!

    delete
  • 13 de março de 2012 00:21

    Minha maior alegria não é Dizer que creio em Deus. É Saber que Deus crê em mim.

    delete
  • 20 de abril de 2012 10:10
    xavier filho Disse:

    Diante de tantas ditas religiões , todas com interesses financeiros ,e falsos ensinamentos religiosos, o Deismo faz sentido.

    delete
  • 25 de maio de 2012 00:14
    Anônimo Disse:

    Nossa, realmente fiquei admirado com o texto. Acredito que achei as respostas que estava procurando. Fui muitos anos evangélico e fiquei cansado do fanatismo q vivenciei. Acredito sim num Deus que criou tudo, mas não da forma como as religiões impõem. Talvez consiga me encontrar nessa filosofia de vida. Ficaria muito grato se alguém se disponibilizasse para tirar dúvidas :D

    delete
  • 21 de junho de 2012 14:32
    Ataide Disse:

    É libertador, lógica, razão, amor, liberdade.

    A superstição religiosa embota, oprime, cria dúvida.

    Hoje vivo pelo que percebo, sinto, vejo.

    As leis naturais são meus novos mandamentos.

    delete
  • 6 de agosto de 2012 20:38
    Anônimo Disse:

    Olá meus amigos!Minhas saudações a todos os deístas que acessam esse blog!Venho informar a todos da criação do meu futuro blog união brasileira de não-cognitivos teológicos!Livre pensamento e tolerância sempre.Em breve estarei criando esse blog e venho respeitosamenete convidar a todos para acessarem lerem e conhecerem!Obrigado de ante mão a todos!

    delete
  • 12 de agosto de 2012 22:55
    Porfirio Disse:

    Cara como vc fica feliz qdo se depara com algo que te liberta, pq a verdade esta dentro de vc, entao vc sempre pensou assim, mas nunca pode se expressar por medo de ser diferente e na verdade vc e igual a todos so nao se expressou sua liberdade, ai vc le este texto e diz, gracas a Deus estou salvo pq sou Eterno, e se sou Eterno tenho todo o tempo do mundo para melhorar, afinal vc achou a ponta do novelo, ele e enorme mais vai ser prazeroso desenrrola-lo. Salve o Ser Libre

    delete
  • 18 de agosto de 2012 13:28
    Ambr Disse:

    Eu realmente estou feliz. Eu desde criança fui Deísta e não sabia. Eu nunca tive uma religião, mas sempre acreditei em um Criador, pois eu sempre senti algo em mim que não deixava-me desacreditar. Hoje estou feliz por ter encontrado o meu caminho. Hoje vivo em harmonia com as pessoas e com bem-estar, sem dogmas.

    delete
  • 5 de outubro de 2012 17:45

    Não sei se vocês sabem, mas, Espiritismo (Kardessista) não é religião e sim filosofia, assim, acredito que o Kardessismo e o Deísmo ("Kardessideísmo" acabei de inventar), se fundem com perfeição. A primeira pergunta do Livro dos Espíritos é: ”O que é Deus? R: Deus é a inteligência suprema, causa primária de todas as coisas”. Notem que a pergunta é O que é Deus, não Quem é Deus. Isso demonstra a seriedade do Kardessismo. Enfim, sejam deístas ou kardessistas, mas, seja felizes.

    delete
  • 17 de novembro de 2012 12:52

    Texto maravilhoso,hiper reflexivo.Amei!

    delete
  • 18 de dezembro de 2012 01:21
    brother_costa Disse:

    A Verdadeira razão Cristã é fundamentada no relativismo desse texto citado acima, ou seja, bem ou mau! Só existirá perfeição se existir atitudes perfeitas, e a pratica mais próxima dessa realidade se resume na palavra "Justiça", de forma universal, ou sendo, em todos os ângulos. Erroneamente ser Cristão, não é ser religioso, ou não religioso, e sim, ser compreensivo, solidário, amante dos bons costumes, das praticas louváveis, e inspiradoras. Cristo é uma verdade constituída, ensinada, advertida, que vem de uma geração comprovada, autentica, existente.

    delete
  • 24 de dezembro de 2012 21:04
    Johnny Deiro Disse:

    Sim, agora, eu sou um deísta, posso ser meu próprio sacerdote de verdade, sem aquela distorçante ideia protestante que você não precisa de um papa, embora, hoje, tem igrejas que apelam para o emocionalismo baraato, arrecadação de dízimos, e observar o que dizem seus pastores; em contramão, o deísta se permite conceber um Deus sem a necessidade de obedecer a líderes de todos os tipos!!!

    delete
  • 25 de dezembro de 2012 11:07
    Emanuel Sicu Disse:

    Eu sou Deusísta que é quase a mesma coisa do Deísta, e gostei muito desse post. Não verdade sem logica. Quero fazer contato com você.

    delete
  • 1 de janeiro de 2013 11:41

    Muito bom o texto. Estou em um momento complicado tendo sido criadoe vivido em uma religião cristã que hoje me parece carente de razão. Cansado de criar justificativas pra me manter 'crente'. Deismo me parece libertador, principalmente ao ler sua visão.
    Parabéns.

    delete
  • 26 de março de 2013 15:52
    Anônimo Disse:

    Realmente o texto é muito interessante, Chama-me à atenção logo no início, quando o texto ratifica a questão da escolha, ou do direito como prefiro dizer, ou seja, muitas vezes as pessoas, inclusive nós deístas confundimos os fatos como sendo pejorativo, o que não é verdade, ser deísta não significa propriamente abominar, subjugar e menosprezar a fé alheia, pelo contrário, deísmo significa a compreensão através da razão dos fatos e essa compreensão é de certa forma pessoal, pois é no equilíbrio que encontramos a razão. Muitas vezes as pessoas estranham o fato de eu ser deísta, sem ao menos saber o que seja, mas o fato de contrariar o que lhes parece óbvio é bizarro e nos susto da surpresa e aberração da contrariedade, subjugam, criticam e até ofendem. Parabéns!

    delete
  • 27 de março de 2013 10:57
    Caroline Rodrigues Disse:

    Maravilhoso seu texto.
    Era o que eu precisava...

    delete
  • 3 de abril de 2013 15:54
    Anônimo Disse:

    O texto está muito esclarecedor, porém deve-se observar que a partir do momento em que vc diz respeitar todas as religiões, não pode impor que as mesmas tratam-se de mitologia. Creio que vc está certa, mas por questão de ética, deve medir as palavras para não ofender ninguém.

    delete
  • 5 de abril de 2013 12:46

    Na minha humilde opinião, a filosofia deísta é muito pessoal, cada deísta dentro da essência filosófica do deismo tem sua compreensão e conceito, este talvez seja o grande segredo do deísmo. O deísmo de certa forma é uma filosofia flexível à percepção da razão, afinal sempre nos cabem a discussão, diálogos e novas concepções.

    Deus é poderoso, certo? Então eu me pergunto; qual seria o maior poder de algo dito poderoso? Estar em todos os lugares ao mesmo tempo. Mas não bastam apenas lugares, Deus também teria que estar presente ao mesmo tempo em tudo que há, inclusive nós. Mas como ele poderia fazer isso? Deus na sabedoria do seu infinito poder, nos presenteia com o “LIVRE ARBÍTRIO”, e esse presente é parte do seu infinito poder.

    Se Deus é tão poderoso assim, qual o seu segredo? No poder infinito de Deus NÃO existe o equilíbrio. NÃO ESTOU FICANDO DOÍDO OU FANÁTICO, realmente NÃO existe equilíbrio no poder de Deus. Bom, se Deus é poderoso, ele é simples, Deus NÃO é algo complicado, é simples, na essência da palavra. Mas porque ele seria simples? Como disse, NÃO existe equilíbrio em seu poder justamente por causa da sua simplicidade, vou lhes dar um exemplo, se Deus é realmente poderoso como falo, em seu poder NÃO existe mal, ruim, pobre, fraco, nada que seja malevolente, irrefutavelmente NADA malevolente, e nem o tal do inferno que tanto os cristãos falam

    “DEUS É PERFEITO”

    Outrora aqui nos tópicos li algo sobre alguém questionar a perfeição do universo, era algo assim... “O universo com suas imperfeições...”, acho que era isso, me fez pensar, porque o universo é imperfeito? Muitas vezes nós cometemos o erro natural de relacionar nosso pensamento ao restrito ambiente mundano, mas se ampliarmos nosso pensamento a esfera universal, perceberemos que TUDO É PERFEITO, pode não ser da forma que gostaríamos que fosse, mas as forças universais são perfeitas e funcionam como engrenagens magnificamente perfeitas.

    O livre arbítrio também é perfeito, nós é que muitas vezes não percebemos sua essência e interpretamos erroneamente, não basta apenas dentro do livre arbítrio a função do caráter, da benevolência, irmandade, humanidade, respeito e tals.

    Se um cristão me diz que Jesus é o filho de Deus, eu; deísta, não duvido. Se um budista me diz que Buda está na milionésima encarnação, eu; deísta, não duvido. Se um espírita me diz haver vida após a morte, eu; deísta, não duvido. Como poderia duvidar de bilhões de cristãos pelo mundo? Bom, só não concordo, não faz parte das minhas concepções e entendimento, não me cabe o julgamento, talvez esse seja o verdadeiro poder do livre arbítrio. Porque nossa atitude natural ao que não nos convém é subjugar, menosprezar e ridicularizar.

    delete
  • 8 de julho de 2013 22:31
    Anônimo Disse:

    me desculpe mas eu gostei tanto que coloquei no facebook....se quiser eu tiro....

    delete
  • 9 de julho de 2013 14:30

    Se citar a fonte, por mim tudo bem :)

    O mais importante é difundir a filosofia deísta, mas principalmente sob uma perspectiva mais sensível, mas factível de ser vivida e menos fria como meramente conjectura filosófica, esta deve ser a essência pragmática do deísmo.

    Abraço,
    Fabiano Machado.

    delete
  • 13 de outubro de 2013 14:19
    Anônimo Disse:

    Muito bom, define e desmistifica a crença de religiosos fanáticos, que agridem a tudo que lhes é estranho. Se lesse este texto e pensassem como deístas aceitando o outro, cresceriam até mesmo dentro de sua própria crença.

    Abraço,
    Arnaldo Mello

    delete
  • 14 de outubro de 2013 17:45

    Me considero Deísta pelo motivo de não ter religião. Lembro o que Jesus falou:"É para liberdade que vos libertei". Assim, procuro sempre meditar sobre a vida, encontrando formas de viver em sociedade, que me faz bem e também aos outros. Mas sempre vejo que essa forma é bem parecida com os ensinamentos de Jesus ou também, o jeito que Jesus pensava sobre a vida.

    delete
  • 16 de outubro de 2013 19:48

    ESTOU PERPLEXO COM TUDO QUE APRENDI NESTA DATA. FELIZ POR TER ME ENCONTRADO COM DEUS
    COMO NO COMENTARIO DE UNIVERSO NAMASTÊ : Minha maior alegria não é Dizer que creio em Deus. É Saber que Deus crê em mim.
    SOMENTE HOJE APÓS 52 ANOS DE IDADE ME DESCOBRI

    SOU DEISTA GRAÇAS A DEUS

    delete
  • 22 de outubro de 2013 14:34

    Nem tudo é transparente e evidente.

    Infelizmente o deísmo é pouco conhecido, compreendido e difundido, porém quando conhecemos sua essência nos admiramos e principalmente nos identificamos. Pois o deísmo traz respostas práticas e racionais para muitas de nossas dúvidas e questionamentos. Outro fator deísta é a seguridade filosófica, ou seja, muitos de nossos temores também se vão ao conhecer o deísmo.

    delete
  • 5 de novembro de 2013 00:34

    Texto irretocável. Parabéns!
    Quero fazer minhas as suas palavras!

    delete
  • 9 de novembro de 2013 19:41

    Rapaz esse texto me deixou emocionada, me descobri Deísta a pouco tempo e eu penso exatamente como você ! Sou Deísta COM MUITO ORGULHO ! \o/

    delete
  • 9 de novembro de 2013 19:44

    Rapaz esse texto me deixou emocionada, me descobri Deísta a pouco tempo e eu penso exatamente como você ! Sou Deísta COM MUITO ORGULHO ! \o/

    delete
  • 9 de dezembro de 2013 14:10
    Marii Potter Disse:

    De uns tempos pra cá tive essa filosofia de vida , mas não sabia exatamente se tinha alguma dominação , mas depois te ter lido alguns artigos , senti que eu sou Deísta .
    Mas tenho uma dúvida , se á um Deus , você acreditam que no Anti Deus ..
    Resumindo Deístas acreditam em Diabo ?!
    Ow algum ser maligno ... ow alguém que queira destruir a maravilhas que Deus criou ?!

    delete
  • 9 de dezembro de 2013 15:12

    Marii Potter.

    Não! Absolutamente não! Até mesmo a destruição; colapso fazem parte da criação.

    A matéria é pela energia transformada; modificada, podendo ou não surgir nova composição, mas nunca deixando de ser matéria.

    delete
  • 30 de dezembro de 2013 12:26

    Olá

    Posso ousar em dizer que ser DEÍSTA é não compartilhar da utilização da palavra de Cristo em prol do enriquecimento de poucos "eleitos"?

    delete
  • 22 de março de 2014 16:00
    Anônimo Disse:

    Sou deísta, mas discordo que a razão seja suficiente para definir a ética. Não é irracional matar ou fazer qualquer outra maldade, dependendo das premissas que adotarmos. Então qual será a fonte de uma ética deísta? A investigação íntima do que é o Bem e qual nossa relação com ele. Era a posição de Tolstoi, Gandhi e Shopenhauer. A simples razão pode nos conduzir ao ateísmo e às piores tiranias da história.

    delete
  • 23 de março de 2014 00:41

    Ótimo artigo. Só não acho que a razão sozinha resolva as questões éticas. O que há de ilógico em se fazer o mal? Uma máquina que tritura alguém não é boa nem má, ela apenas funciona. E a vida selvagem está longe de ser idílica. A "lei da selva" é barra pesadíssima.

    Sou deísta, e penso que devemos buscar os princípios éticos em nosso autoconhecimento, pois todos temos uma natureza bondosa. Não é a razão que nos informa isso, é nossa experiência íntima. A razão é ótima para não cometermos erros, mas não pode fazer nossas escolhas, ela é, eticamente, indiferente.

    delete
  • 6 de julho de 2014 00:45
    Pierry Disse:

    recomendo minha Pagina www.facebook.com/psicobomsenso , como fonte de informacoes de psicologia, bom senso , razão e ciencia para o universo DEISTA ou não , com certeza encontrarao informações uteis para o suas duvidas sobre o pensar, reflexões e ajuda para encontrar cada vez mais uma linha de pensamento que nos leve a felicidade ...

    delete
  • 31 de julho de 2014 09:17
    Diogo Faria Disse:

    Saudações! Também acredito na existência de uma força superior criadora e bondosa. Muitos líderes religiosos, fazem questão de difundir a ideia de que Deus castiga, pune e somente os que seguem livros sagrados herdarão o tal reino de Deus. Tudo isso tem um propósito: tudo gira em torno do dinheiro. Acredito também que muitos desses fanáticos e líderes religiosos estão com a mente tão cristalizada nessa ideia de salvação, que não conseguem mais enxergar o mundo físico, como sendo um mundo real, para eles, tudo é fruto desse tal Deus a qual eles atribuem tudo. Na verdade, onde está então nossos valores e nossos sentimentos pessoais? Abraços

    delete
  • 18 de outubro de 2014 22:49
    Sued Silveira Disse:

    Excelente!!

    delete
  • 4 de novembro de 2014 18:02
    Larissa Disse:

    Olá gente, realmente o texto está ótimo!
    Sou deísta e gostaria de saber se vocês tem vontade de agradecer a Deus por tudo que que acontece de bom em suas vidas?
    E se vocês sentem necessidade/vontade de ter um lugar de paz e tranquilidade para fazer isso?

    delete
  • 3 de dezembro de 2014 18:26

    Olá,

    Sou Fabiano, autor do post "sim, eu sou deísta", publicado neste blog. Estou utilizando este espaço porque não consegui pelo contato do blog, penso que o texto é muito grande mas espero que os administradores do blog leiam.

    Primeiramente quero agradecer a publicação do post e dizer que me sinto honrado e feliz que esteja tanto tempo entre os posts mais populares do blog.

    Bom, o motivo de estar escrevendo é que eu gostaria de saber se há uma forma de eu obter a ajuda de vocês para uma chamada solicitando o contato dos deístas que residem na região de Florianópolis, eu poderia escrever um texto, ou este mesmo, chamando a atenção dos interessados. O objetivo é pensarmos na ideia de uma associação deísta "física", que se reúna regularmente, estude, divulgue, faça palestras, enfim, promova o crescimento cultural de seus associados em torno do deísmo e faça o movimento crescer, etc.

    Estou faz um bom tempo trabalhando nesta ideia, sou um esforçado autodidata da filosofia deísta faz quase 20 anos, já fui membro de associações de forte base deísta, atualmente ainda estou fazendo parte de uma, tendo com isto acumulado alguma experiência e “desenhado” um perfil deísta específico. Sim, porque o deísmo é de fato muito amplo, pode ter diversas visões e formas de vivenciá-lo, a única forma de convergir deístas em associações sem criar um palco de discussões é a meu ver determinar um perfil desta associação. Isto não a torna a voz legítima do deísmo, o que seria ridículo, mas é um perfil aglutinador simplesmente. Poderiam depois surgir diferentes associações com diferentes perfis obviamente. Neste sentido elaborei um “plano” depois de alguns anos planejando isto, que resultou num site que criei sob o domínio “www.deismo.com.br”, ali explico toda esta ideia e pretensão. Mas para dar o impulso necessário e realizar o passo de tornar real eu necessitaria encontrar os deístas da região que se identificassem com a iniciativa, este é o motivo do meu contato. Aliás, no site que criei já tem um e-mail para isto.

    Enfim, aguardo um retorno sobre esta possibilidade.

    Um fraterno abraço à todos os deístas deste blog.

    Fabiano.

    delete
  • 14 de fevereiro de 2015 15:26
    José Lopes Disse:

    Um verdadeiro cristão, não é aquele que depende constantemente de outros humanos para conhecer o Criador, antes, é aquele que sabe que o essencial é seguir o exemplo de Cristo e Sua Espiritualidade em relação ao Pai e aos outros.
    Por outras palavras, é aquele que sabe onde se encontrar com o Seu Criador e o encontra realmente, isto é, onde Ele sempre desejou ser encontrado, dentro de cada coração que o procura conhecer, e só depois disso, pode realmente ser o espelho desse Reino Eterno de puro Amor.
    Se isso significa ser deista, eu não estou certo, mas uma coisa posso afirmar, ninguém poderá realmente encontrar Deus neste mundo, se primeiro não o procurar achar até ser encontrado dentro de si mesmo.
    Esse é o Deus que Cristo espelhou e espalhou e infelizmente que o Cristianismo materialista moderno espantou.

    delete
  • 26 de abril de 2015 16:28
    Sued Silveira Disse:

    Perfeito

    delete
  • 7 de agosto de 2015 10:21

    Fiu batizado na igrela catolica, fiz minha primeira comunhao, e ja ate frenquentei centro espirita e igreja evangelica. Mais nunca sentia essas coisas como algo verdadeiro, ou seguir alguma religiao,os pastores, padres e espiritas falando sobre Deus muitas vezes coisas absurdas e sem logica. Tambem nunca tive adoraçao por imagens, quando era mais novo ate acreditava que as imagens pudessem fazer milagres e te dar as coisas. Sentia que o universo era obra de uma divindade suprema um ser divino que esta alem de nossa compreençao, um Deus. Ai descobri que sou deista, confesso a voces que quando isso aconteceu fiquei muito feliz. Gosto de ler a biblia,cada um tem sua opiniao a respeito de Deus mais eu procuro buscar as minhas proprias evidencias sobre o criador, e nao, e ter minha opiniao. A cada dia nasce uma religiao, se dizendo ser a religiao verdadeira que salva brigando umas com as outras e voce acaba sem ter em quem acreditar. Ei eu te pergunto qual era a religiao de Deus ?A igreja evangelica eh uma grande charlataria, dentro dela ate existe pessoas de fe bem intencionadas, mais encontra chatlatoes que usa o nome de Deus para rouba-las. Outra coisa que percebo muito em cultos evangelicos sao aquelas pessoas que estao possuidas, na minha opiniao, um grande teatro, o pastor vai ate a uma pessoa dizendo que a mesma esta possuida pelo demonio e a joga no chao se debatendo. Mais ai, eu pergunto, onde ja se viu demonio entrar em igreja? Sou deista, sou feliz. Abraço a todos.

    delete
  • 9 de novembro de 2015 01:29
    willian Disse:

    Realmente libertador saber que tem pessoas iguais a mim que pensam de maneira "diferente" da maioria da sociedade, fico feliz em participar deste movimento, que é tão libertador. E deixo aqui o meu relato: desde criança fui cristão católico, mas sempre em minhas intimidades preferi "conversar" de maneira espontânea com o criador, não dizer simplesmente textos repetidos sem uma reflexão frutifera. Faço das palavras de Voltaire as minhas no momento. "Creio no Deus que criou os homens, e não no Deus que os homens criaram."

    delete
  • 18 de novembro de 2015 02:46
    Anônimo Disse:

    Exatamente o mesmo que eu.

    delete
  • 30 de novembro de 2015 01:04
    Dimas Vilela Disse:

    Pessoal boa noite, não seria interessante aproveitar a força das redes sociais e tb criar um Grupo dentro do Instagram?

    delete
  • 8 de janeiro de 2016 02:08

    Talvez a premissa seja estar quites com as energias universais, dentro de sua crença. O que é certo ouberrado depende de você.

    delete
  • Este comentário foi removido pelo autor.
    7 de fevereiro de 2016 12:23

    Este comentário foi removido pelo autor.

    delete
  • 7 de fevereiro de 2016 12:26

    é bom não confundir Deísmo com Irreligiosidade, pois um deísta não é deísta só por não frequentar a igreja ou algo do tipo, vem de uma filosofia de vida a partir de muita observação e convivência, é ser racional e lógico, não se atém a dogmas e adoração, não se preocupa com deus ou Deus, e também nem sempre tem em mente a ideia de um deus semelhante a humano, e nem mesmo que saiba que os humanos existem, partindo da ideia que é ou uma força ou uma "coisa neutra" além das mitologias criadas pelo homem, deístas geralmente seguem a linha de pensamento onde o universo e o cosmos são regidos pelas forças e leis físicas, a naturalidade, processo evolutivo, ciência.

    delete
  • 25 de março de 2016 15:23

    Finalmente me encontrei. Sempre acreditei em Deus, mas nunca fui à favor de dogmas religiosos, na verdade nunca me encaixe em nenhuma religião. Não gosto de me sentir preso a regras e doutrinas de religiões, gosto de ser livre. De optar fazer oq acredito ser melhor. Agora eu posso dizer:sou deísta.

    delete
  • 6 de julho de 2016 11:41
    Unknown Disse:

    Por incrível que pareça eu até ontem nem sabia dessa corrente filosófica mas já tinha essa mesma linha de pensamento e fico muito feliz por descobrir que existem outras pessoas que pensam como eu.

    delete
  • 12 de julho de 2016 09:47
    Luana Kelly Disse:

    Existe um grupo Deísta? Como faço para entrar nele?

    delete
  • 27 de julho de 2016 11:31

    Agora nao me sinto mas so, obrigada

    delete
  • 13 de agosto de 2016 18:41
    Bruna Moura Disse:

    Não estou sozinha , me sinto melhor em saber que temos uma união de Deístas

    delete
  • 16 de agosto de 2016 23:52
    Anônimo Disse:

    acreditam em vida após a morte??

    delete
  • 6 de novembro de 2016 14:44
    Anônimo Disse:

    é incrivel vc ser descrito com tanta exatidão por alguém q nem te conhece.

    delete
  • 8 de novembro de 2016 21:38

    Show de bola!
    Isso, é disso que eu sempre falo.

    delete
  • 25 de dezembro de 2016 20:29

    Obrigado! ao autor do texto e a todos que fizeram comentários...espero que muitos se sintam assim, agradecidos.

    delete
  • 7 de janeiro de 2017 11:46
    André Santos Disse:

    Nossa, sabe aqueles textos que vc ler e parece que é um flash iluminando cada particula de pensamento? Amei cada frase, parece que me encontrei

    delete
  • 23 de janeiro de 2017 16:29
    Flor de Lotus Disse:

    Até hoje não sei o que sou e nem se preciso ser(seguir religião) Acredito num Deus, mas não nas religiões.Acredito nos feito de Jesus, mas até hj , não consigo me identificar totalmente em alguma religião. Mas na hora do aperto , peço aos anjos , céus, santos, divindades, deuses... Mas, cultuar religião especifica eu não consigo. Acredito sinceramente na física, química , biologia. Mas tem horas, que só milagre pra explicar.
    afff... Isso é um Deísta????
    confuasa demais.

    delete
  • 25 de janeiro de 2017 14:15
    Aninhaa Disse:

    Que tipo de milagres vc fala? Ou pode ser apenas sorte...

    delete
  • 8 de fevereiro de 2017 03:24

    Muito interessante o texto. Sou deísta também, mas acredito que tenho uma concepção específica sobre Deus. Para mim, a existência na Terra é o juízo final, sendo como um teste para as almas terrenas. Quem "passar" no teste, tem o direito de conhecer Deus. Quem não passar, retornará a Terra e sofrerá as consequências se for uma pessoa injusta que não conseguiu controlar os seus instintos. Se quiser saber mais, favor acessar:

    delete
  • 16 de fevereiro de 2017 15:13
    renan Disse:

    Devíamos fazer um grupo no whatsapp pra nos conhecermos. Sempre quis outras pessoas com o mesmo pensamento, deístas por assim dizer pra compartilharmos da sabedoria. Se houver grupo dos deístas por gentileza me add 86 999436921.

    delete
  • 23 de fevereiro de 2017 15:42
    Unknown Disse:

    Me encontrei nesse texto, e batalhas travavam dentro de mim por causa de religiões e outras coisas. Eu agora me achei, sou uma deísta e não sabia. Obg!

    delete
  • 25 de fevereiro de 2017 23:52

    venicio lima: Religião não salva ninguém mais enriquece os líderes.

    delete
  • 13 de março de 2017 17:18

    Nossa! Esse blog é maravilhoso e parabéns novamente!
    Sou deísta há mais de 30 anos e escrevi um livro sobre o assunto.
    Quem tiver interesse, é só acessar!
    www.agbook.com.br/book/230230--Deismo
    Obrigado e felicidades para todos!

    delete
  • 22 de julho de 2017 09:03

    Há muito tempo eu me via como deísta e não sabia...
    agora me sinto mais confiante sobre os obstáculos da vida, pois percebo agora que o meu sucesso depende exclusivamente de mim!

    delete

Postar um comentário

 

[U.B.D] União Brasileira dos Deístas Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger