segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Há lógica no ateísmo?



Por Thiago Henrique

"Se tudo veio do acaso, Por que existem coisas e não antes o nada?"
Algo existe e está em movimento, eterno, contínuo e circular. Este algo transmite movimento às demais coisas, para que exista algo que movimenta e que é movimentado, deve existir algo que
move sem se mover. É o primeiro motor que movimenta tudo o mais.

 “Qual a lógica de se acreditar que de um simples átomo primordial por acaso surgiu um UNIVERSO, sem nenhuma causa inteligente?”

1. Nada acontece por acaso. Se algo existe, tem de existir também aquilo que foi necessário para que esse algo surgisse.
2. O universo, o grupo de seres no espaço e no tempo existe.
3. Portanto, tem de existir o que foi necessário para trazer o universo a existência.
4. O que foi necessário para que o universo existisse não pode estar dentro do universo nem limitado por espaço e tempo.
5. Portanto, o que foi necessário para que o universo viesse a existência tem de transcender tanto o espaço como o tempo.


2. Como TODA a realidade "natural" (matéria) teria uma Causa Natural, se toda Causa Natural já pertence à realidade "natural" (matéria)?

A única causa plausível seria uma Causa fora da matéria, transcendente a esta e à tudo que chamamos de físico e natural - Deus.

3. Como um Ser ou algo temporal (limitado ao tempo) poderia criar (ou dar início, fazer começar a existir) o tempo?

Tudo o que conhecemos e chamamos de físico e/ou material está limitado ao tempo.
Portanto, somente um ser Atemporal (fora do tempo) poderia trazer o tempo à existência.

Aquele que afirma ser cético em relação a um conjunto específico de crenças é, na verdade, um verdadeiro 'crente' em "outro conjunto de crenças". Phillip E. Johnson

23 comentários em “Há lógica no ateísmo?”

  • 21 de fevereiro de 2011 23:11

    Só uma observaçãozinha: não foi de um átomo que surgiu o universo, foi de uma "singularidade"

    delete
  • 23 de fevereiro de 2011 12:01
    Finim Disse:

    Pelo que eu sei, classificam o átomo primordial como essa "singularidade" que você mencionou.
    Pra mim, tal "singularidade", é DEUS!

    delete
  • 26 de fevereiro de 2011 23:53
    Andre Disse:

    isso ai , muito bom o texto parabens . deismo rulez

    delete
  • 26 de fevereiro de 2011 23:54
    dylanricardo Disse:

    Como crer em deuses sem ser dogmatico?
    Como ter a mente aberta sendo dogmatico?
    Muitos tem certeza absoluta da existencia de um deus. Do SEU deus.
    Nao posso ter essa certeza, porque nenhum deus jamais me apareceu.

    delete
  • 27 de fevereiro de 2011 00:08

    O engraçado é quando eu falava q achava q deus era o bom e o mau em 1 só,e q era tudo oq pode-se se imaginar em 1 só.O plroblema é falar isso pra teistas e na maioria cristão kkkkkk
    Nossa eles devem amar revistinha em quadrinhos, pois o bem e o mal tem q ser Batman VS Curinga ou
    Deus VS Satan, eles mesmos não percebem q tem os dois neles propios pq o deus deles tem q ser tão bonzinho?

    delete
  • 27 de fevereiro de 2011 00:41
    Finim Disse:

    Dylan Ricardo,
    não há dogmas no deísmo, o fato é que os ateístas sempre ao se verem sem argumentos contra alguma tese, apontam o deísmo como dogmático ou alguma espécie de religião. Sobre nenhum deus ter lhe aparecido, vejo esse ponto do seu "argumento" como uma infantilidade, pois existem vários aspectos até mesmo científicos que não são comprovados, mas somos racionais em aceitá-los!

    delete
  • 27 de fevereiro de 2011 13:13
    Igor Disse:

    Parabéns meu amigo, ótimo post, disse td o q eu penso só q de forma bem mais objetiva...show!!!

    delete
  • 27 de fevereiro de 2011 13:26

    otimo texto, e eu acredito que essa singularidade é Deus. Gostei muito doque disse, muito capaz que só um ser (tanto faz oque era) atemporal poderia criar o tempo. Lembrando que pra muitos ciêntistas astrofisicos o universo foi um atomo tão pequeno quanto a cabeça de um alfinete um dia.
    Talvez um dia algo foi uno, mas isso já é outro assunto, acho que nao convem.

    Obrigado pelo texto.

    delete
  • 9 de março de 2011 21:42
    Caio César Disse:

    Muito bom texto e estão fazendo um ótimo trabalho com o site. Artigos bem exclarecedores!
    Continuem com o trabalho!

    Abrass

    delete
  • 13 de outubro de 2011 18:52

    Vamos lá...
    Uma pergunta sempre repetida e martelada sempre: "De onde veio o universo sem um criador? Como tudo pode ter surgido do nada?"
    Diferente do que muitos pensam, a teoria do big bang não afirma que antes da explosão era o nada... Diferente disso, ela assume que existia um universo antes da explosão, essa explosão foi apenas uma expansão material gerada por fenômenos desconhecidos. Como você também ignorou, o universo, pelo menos na visão atual, não é plano, diferente disso ele se expande em ondas.
    Então podemos dizer de onde veio o big bang ainda, de onde tudo teve um inicio... A menos que recriemos o evento em escala menor, um choque de partículas talvez... A diferença de um ateu para um deísta por tanto é que um ateu aceita esse "vazio" na informação com algo para ser pesquisado, para aguçar a curiosidade e talvez um dia desvendado. Enquanto um deísta diz que tudo pode ter nascido de um deus primário, se esquecendo que para a aceitação desse deus, primeiro se tem que aceitar que ele veio do nada.

    Outra coisa errada, em minha humilde opinião é a mania de vocês de personificar não só o tempo, como também a realidade. Não se esqueçam que o tempo para o homem é apenas a percepção da sucessão dos fatos que o cercam... a própria definição de algo "atemporal" se contradiz ai. E a realidade não passa igualmente de como nós enxergamos as coisas que nos cercam, a realidade foi criada por nós para definir o que nos é sólido e lógico.

    delete
  • 19 de outubro de 2011 20:12

    Rogerio Murdoc disse tudo.
    Não entendo a necessidade de preencher lacunas na nossa percepção com divindades. É um absurdo tentar explicar uma coisa com algo inexplicável. Se acham que deus criou o universo, então quem criou deus?
    Se deus sempre existiu, então porque o universo também não pode ter sempre existido? E se assim for, qual a necessidade de uma divindade nessa história?
    Prefiro dizer que não sei do que inventar um mito pra preencher minhas dúvidas.

    delete
  • 20 de outubro de 2011 01:20
    Anônimo Disse:

    A velha falácia "Magister dixit", do motor imóvel de Aristóteles e maquiada por Aquino.

    DEÍSMO=FALÁCIAS

    delete
  • 20 de outubro de 2011 15:47
    Anônimo Disse:

    Posso fazer as mesmas perguntas sobre deus. Se este criou o universo, quem o criou? É tão simples acabar com o deísmo ...

    delete
  • 20 de outubro de 2011 18:42

    Para ser deus é necessário que seja a perfeição absoluta, como tal, tudo que derivasse dele devia ser igualmente perfeito! Dai a pergunta: O universo é perfeito? Respondendo: não! Então não pode ter sido criado por deus.
    A ciência sabe que não existe o vácuo absoluto, assim como, sabe que não existe o nada! O nada não é a ausência de tudo, simplesmente, por que ele é inexistente. As ultimas pesquisas assim revelaram. Por outro lado ela, a ciência, sabe que a energia é incriável e indestrutível, isto é, sempre existiu nas mesmas proporções, e, em eternas transformações. Voltando a vaca fria, entre outras atribuições de deus: soberano e justo, dai podemos julgar como justo um criador que abandona a própria sorte a sua criatura? Um criador, cuja criatura, é ignorante e tem uma vida efêmera, que lhe custará o paraíso ou o inferno eterno? Ainda, cria o diabo para levar sua criatura cometer os mais horrendos crimes, como o caso daquele menino arrastado, João Helio. Ora não adiantar dizer que os criminosos tinham livre arbítrio, João Helio tinha? Faça o favor.

    delete
  • 18 de janeiro de 2012 16:06
    Anônimo Disse:

    Não confundam o deus dos cristãos ou qualquer outro com o deus dos deístas. Os deístas não acreditam num deus pessoal que interfere na humanidade. Deus pode ser até a tal energia mencionada acima: incriável e indestrutível. Até que se descubram as leis que regem essa energia, haverão deístas.

    delete
  • 20 de janeiro de 2012 05:27
    josue Disse:

    Se esse ser que é a Causa Primeira do Universo, se este é Atemporal e se Sobrepõe ao próprio Espaço, ou seja possui todos os atributos que O joga para fora do Universo, como poderíamos jugar existir um ser assim? É extremamente fácil dizer que foi, por exemplo, um super motor mecânico fora do Tempo-Espaço que deu origem ao Universo, afinal ele está do "lado de fora" daqui onde nunca poderemos estar desse "lado de fora" nem em milhares de anos para confrontar a verdade. Colocar Deus desse modo como Extra-Universal não tem muito sentido, por que qualquer coisa pode ser afirmada usando esta ideia.

    delete
  • 3 de maio de 2012 23:57
    Unknown Disse:

    aos ateus: por tras desse des podem haver outros deuses, por traz desses uma fonte maior e por aí vai. a fonte definitiva, é que será o deus para um deista creio eu. e não se afirma e comprova cientificamente a existencia de deus, o que se afirma é a possibilidade de sua existencia. e a possibilidade, lhes garanto , não pode ser negada.
    Uma ateu uma vez me disse, que acreditar em um deus é escapar de sua propria finitude(do individuo que crê). na verdade, duvidar de tudo que a ciencia nao comprova(o que é diferente de duvidar do que a ciencia provou que REALMENTE nao existe.) é que é uma finitude ao extremo, pois você s eprende a uma ferramenta humana e portanto, finita. Uma ferramenta extremamente util, racional, e com todos os seus meritos, avanços e que um dia quem sabe pode explicar a existencia de deus(que segundo o deismo é uma FONTE MAIOR,meus colegas), mas atualmente nao explica. Mas uma mente aberta deista sabe que há a possibilidade de um dia ela explicar essa fonte maior, diferente de uma mente fechada ateista que se prende no que já se sabe , como se não houvesse possibilidade de novas coisas a serem descobertas e surgimento de novas possibilidades.
    Ou seja, o ateismo pergunta pela metade.

    delete
  • 4 de maio de 2012 00:04
    Unknown Disse:

    outra coisa: deus nao nescessariamente é um SER e transcedental. pode ser uma fonte maior . assim, essa ideia de deus de amor, é negada pelo proprio deismo(creio eu) já que ele nao interfere diretamente na ''criação''. e lembramos que o que temos como justo recebe influencias em menor ou maior escala de nosso proprio ego.A propria ética é algo humano. Uma fonte infinita, tem lá suas semelhanças e suas diferenças com algo que é humano e finito.

    delete
  • 5 de julho de 2012 23:58
    Anônimo Disse:

    Alguns comentarios que li acima são dignos de pena, como esse '' Se deus criou o mundo, então quem criou deus???'', essa perguta acabaria rapidamente com argumentos teístas, o que não ocorre com o deísmo. O ''deus'' deísta varia de pessoa para pessoa, não há um deus consensual entre todos os deístas. Alguns imaginam que nós, deístas, acreditamos no mesmo deus da bíblia, porém, não na bíblia, e isso está errado. O conceito deísta de deus não é, nem semelhante ao conceito TEÍSTA de deus, pela maioria dos deístas. A força motriz que rege o universo, e que talvez, o tenha criado, é deus para nós, ou boa parte de nós. Então, seguimos a lógica, '' Acreditar em religiões é muita ingenuidade, mas não acreditar em deus é muita burrice.

    delete
  • 18 de agosto de 2012 13:06
    Anônimo Disse:

    Eu só acho que ateus costumam falar que os teístas são ignorantes por creditar tudo que não conhecem em um Deus.
    Mas os ateus, ao meu ver, falam que não existe aquilo que eles não conseguem explicar.

    delete
  • 25 de outubro de 2012 19:09
    Anônimo Disse:

    É engraçado...
    Questiona toda a física moderna e gênios como Stephen Hawking, em troca de que ? Do amigo imaginário ? Um ser que ninguém viu, ou ouviu ?(em sã consciência, claro)
    Seus argumentos são baseados em lógica, coisa que Deus não tem nenhuma

    delete
  • 12 de fevereiro de 2013 20:33
    Anônimo Disse:

    O "Anônimo" Acima falou algo tão incabível e sem noção ao objetivo do post e dos outros comentários que eu não sei como este ser escreveu isso sozinho.

    delete
  • 4 de abril de 2013 16:41

    Adorei esse post. Fantástico as manifestações, as opiniões e principalmente as dúvidas.

    Bom, vamos lá; somos deístas ou não? Se sua resposta for positiva é evidente que pela razão das forças você acredita em Deus; Deus onipotente, mas ausente.... e por ai, mas o que seja Deus? Será que ele é algo? Palpável? Sei lá, algo que se veja ou sinta.

    Sim, Deus é algo, palpável, vemos e sentimos. As forças universais são prova disto, a criação e sua obra prima estão em constante criação, modificação e principalmente; TRANSFORMAÇÃO. Energia e matéria são as principais forças, não sabemos o início, se foi através de um átomo primordial, ou até de outra força que ainda não saibamos, (Existem algumas teorias que ratificam a existência de outros universos; dimensões, será?).

    Por fim, eu costumo dizer que a tabela periódica da forma que conhecemos ainda não está completa, não sou físico, astrofísico ou cientista, mas me parece muito evidente o desconhecimento, embora estejamos vislumbrando um futuro conhecedor, muito ainda nos falta, prova do que falo é a energia escura que há pouco fora descoberta. Quais mais descobertas estarão por vir? Estou ansioso.

    delete

Postar um comentário

 

[U.B.D] União Brasileira dos Deístas Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger