domingo, 29 de agosto de 2010

Princípios baseados no Deísmo da União Brasileira dos Deístas





A UBD detém três princípios importantes:
1. Nós acreditamos que Deus existe com base na razão reflexiva, a experiência pessoal e observação da natureza.
2. Acreditamos que a comunhão da comunidade, o respeito mútuo  são componentes essenciais da vida. Mas o poder mais nobre e mais importante nas relações humanas é a nossa capacidade de amar.
3. Nós acreditamos que nossos princípios devem evoluir com o progresso social e nosso conhecimento do universo.
Nós somos mais guiados por esses princípios (que não figura na ordem de prioridade):
1. Acreditamos que tudo que precisamos saber de Deus pode ser encontrado no próprio universo.
2. Nós não acreditamos que Deus age no universo de uma forma que contraria a lei natural, mas não nega a possibilidade.
3. Acreditamos que os seres humanos são capazes de ter experiências profundas de Deus, mas afirmam que tais revelações pessoais são verdadeiras só para si.
4. Nós acreditamos no valor intrínseco da vida na honestidade advogada, prudência, compaixão e justiça em nossas relações com o outro.
5. Acreditamos que as pessoas devem ser livres em todos os aspectos de suas vidas, desde que não perturbem a paz, a felicidade ou a segurança da sociedade.
6. Nós encorajamos todos a avançar a condição humana em sua capacidade pessoal para fazê-lo. No entanto, acreditamos que a religião deve ser separada do governo e nem esta nem qualquer princípio deísta deve ser usada para justificar posições políticas ou causas.
7. Acreditamos que a religião é um assunto pessoal guiado pelos ditames da consciência. Nós não defendemos os esforços para converter as pessoas ao deísmo, mas sim esforçar-se por promover o deísmo e educar aqueles que estão interessados.

2 comentários em “Princípios baseados no Deísmo da União Brasileira dos Deístas”

  • 10 de setembro de 2010 22:06
    Finim Disse:

    Ser deísta é pensar!

    :D

    delete
  • 26 de abril de 2013 12:28

    Deísmo é uma filosofia flexível à interpretação; no contexto da essência deísta, ou seja, a compreensão do deísmo é pessoal.

    Sendo o deísmo uma filosofia essa deve ser encarada como atitude. (Fonte: Winkpédia) » Filosofia (do grego Φιλοσοφία, literalmente «amor à sabedoria») é o estudo de problemas fundamentais relacionados à existência, ao conhecimento, à verdade, aos valores morais e estéticos, à mente e à linguagem.1 Ao abordar esses problemas, a filosofia se distingue da mitologia e da religião por sua ênfase em argumentos racionais; por outro lado, diferencia-se das pesquisas científicas por geralmente não recorrer a procedimentos empíricos em suas investigações. Entre seus métodos, estão a argumentação lógica, a análise conceptual, as experiências de pensamento e outros métodos a priori.

    Cá no meu entendimento, deísmo não é pura e simplesmente ser deísta, não basta apenas crer na filosofia, o deísta deve compreendê-la, aplicá-la, desenvolvê-la e principalmente absorvê-la como fonte inspiradora dos princípios próprios e pessoais.

    Por exemplo, não consigo compreender um deísta subjugando pejorativamente as religiões. Estão-se no caminho da evolução como seres humanos através do deísmo, porque a intolerância. Nossa luta é pela informação, propagação e conscientização do deísmo.

    delete

Postar um comentário

 

[U.B.D] União Brasileira dos Deístas Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger